jump to navigation

Sobre a nanoaudiência dos blogs 8 agosto, 2006

Posted by Fabio Malini in Blogs, jornalismo, Sobre o virtual.
trackback

Ao ler um texto do Juan Freire sobre o impacto dos blogs na produção jornalísticas, encontrei o termo ótimo: nanoaudiência, que se trataria da abrangência do público do universo blogueiro.

O termo dá uma dimensão exata da forma como se processa o uso/recepção dos blogs. Frequentemente escrevemos para leitores que estão no arco primário das nossas relações. NO meu caso, meu alunos. E essa nanoaudiência acaba por ser ainda um círculo de leitores que reproduz virtualmente um comum. Ou seja, um desejo de fixação de comunidades. Assim a prática blogueira acaba constituindo uma processo de conversação mais do que um processo de comunicação. Conversação porque o objetivo é mais fundar um espaço do que fazer circular a informação em um tempo (tal como se caracteriza classicamente gêneros midiáticos, como o jornalismo e sua dependência do tempo).

A nanoaudiência, portanto, tem a qualidade de produção consistente do comum, do público, independente se se articula em torno de um blog de política, de humor, de inutilidades, de poemas etc. Produzir conversação no comum é um pressuposto filosófico dessa recepção (a palavra é péssima, por se tratar de um termo ligado aos meios de comunicação de massa).

Apontaria quatro tipos de nanoaudiência:

– as identitárias: audiência que busca especialização. Com freqüência, esses usuários estão atrás de conhecimentos sobre determinado tema. Adoram polêmicas e posts mais intelectuais. Tem o perfil de caçadores de blogs. Filiam-se a um blog sem ter nenhuma relação de proximidade afetiva com o blogueiro.

– as fluídas: oriundas dos motores de busca (google, Yahoo etc). Caiem de pára-quedas nos blogs, não destinam muita atenção e não tem fidelidade ao blog. Buscam mais respostas (informação) do que reflexões (conversação). São, portanto, um paradoxo: aumentam a audiência de um blog, mas reduzem a capacidade de identidade dele.
– as familiares: amigos, parentes e amigos dos amigos (de vez em quando). Muitas vezes é a primeira audiência de um blog. É a sua primeira camada. Neste sentido, são aqueles 20 usuários/dia. Depois disso, a audiência se torna uma rede social.

– as espirituais: pequena audiência que está mais ligada ao espírito do blog do que propriamente aos seus conteúdos. São as audiências dos blogs de deboche. Geralmente, não acessam os blogs diariamente, mas são muito participativo (nos comentários) e fazem circular os conteúdos desses blogs. Contudo, não produzem identidades, mas atividades  comuns massificadas.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: