jump to navigation

jornalismo online e o mito do texto pequeno 12 maio, 2008

Posted by Fabio Malini in Sobre o virtual.
Tags: , ,
trackback

Ao contrário do que apregoa muitos manuais, quem acompanha diariamente o desenvolvimento do jornalismo online, já verifica que o jornalismo online já deixou de ser, há um bom tempo, sinônimo de “texto curto”. A minha hipótese é a seguinte: o texto online é do tamanho que comporta a história do fato. Tudo isso graças a memória é ilimitada no online, só existente no jornalismo online (como nos ensina o Marcos Palácios).

E pelo que se vê, o online tem optado por histórias longas nas suas principais informações de capa. Hoje li a notícia de capa do Globo Online, Mãe de Isabela acha que a filha foi mora por ciúmes dela. A opção do jornal carioca é verticalizar bem o texto, sem se preocupar com a quantidade de scrolls. A história é longa e muito hipertextualizada, porque o fato é de grande repercussão e tem já muita informação. Mas se fosse um fato ainda com “pouca história”, mas bem apurado, o texto seria mais curto.

Vou continuar a desenvolver essa hipótese nos próximos posts.

Anúncios

Comentários»

1. Calvin_HR - 23 maio, 2008

FM: “A minha hipótese é a seguinte: o texto online é do tamanho que comporta a história do fato.” /// Já entendi: o blog está “na busca” de uma eficácia para bancar jornalismo online; já entendi que as tentativas até hoje ainda não deram com a coisa; já entendi que FM experimenta/aposta/imagina uma eficácia: o texto é a história, o texto é tem início meio e fim de cabo a rabo, tintim pot tintim. // Pois olha numas que posso contribuir. Considerar o caso “Isabela” e que em todos os dias, desde o primeiro informe, foram feitos informes e que a coisa toda foi assunto durante dois meses. Como tratar disso no blog? Estou a dar uma sugestão que me ocorre. Num fórum seria bastante fácil: a) no dia 1 instala o tópico de chamada e instala um sub-tópico com o primeiro informe, para acolher os comentários; b) no dia 2 instala outro sub-tópico para acolher comentários; c) no dia 3 instala outro sub-tópico para comentários; d) e assim por diante com “n” sub-tópicos, cada um com seus comentários. Claro que cada sub-tópico seria atualizado conforme as fontes aparecessem. O conteúdo final seria um historiado com material gerado em tempo real. O desfecho seria mais um sub-tópico com sumarios e valoramentos. // Como transpor essa estrutura para o blog? Pois o que importa é levar na forma de “novela com capítulos”. Pelo que entendi o impasse está na estrutura a adotar.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: